Eliminado na 2ª divisão, Icasa tem sede fuzilada em Juazeiro do Norte

Ninguém se feriu e os autores não foram identificados

por Agência Futebol Interior

Juazeiro do Norte, CE, 20 (AFI) - O Icasa está perto do ostracismo, mas tudo que está ruim sempre pode pior. Na última sexta-feira, dois homens passaram atirando em uma das portas do CT Praxedão, do Icasa, em Juazeiro do Norte. Eles fugiram logo em seguida numa moto.

Imagens de comércios da região mostram dois homens chegando em uma moto. Um deles, com uma camiseta branca, desce do veículo, vai até a esquina para ver se alguém está passando. Com caminho livre, ele descarrega o pente da pistola, sobe na moto e foge com o comparça. Ninguém foi identificado, nem preso. Na última semana, a sede do clube havia sido pichada.

O Icasa fiou conhecido no final da primeira década dos anos 2000, quando o time cearense foi vice-campeão estadual em três oportunidades (2005, 2007 e 2008) e garantiu o acesso à Série B, em 2009 e 2012. Seu melhor ano, no entanto, foi em 2012. Na segunda divisão, a equipe terminou em quinto lugar, um ponto atrás do Figueirense, último classificado à elite.

Nos últimos ano, no entanto, o time cearense passa por grave crise. Nesta temporada, o Icasa não se classificou, sequer, para as semifinais da Série B do Campeonato Cearense e deve pedir licença de competições junto à Federação Cearense de Futebol. Durante a campanha, a equipe conviveu com denúncias de problemas com alimentação dos atletas.

Além disto, um jogo da equipe no Romeirão, em Juazeiro do Norte, precisou ser encerrada antecipadamente por falta de bolas. Não bastasse os resultados ruins dentro de campo, o clube ainda vive uma crise política.

Presidente eleito em 2018, Juarez Saraiva pediu licença do cargo menos de um mês depois alegando ter recebido ameças. Quem assumiu o clube foi Francisco Leite Bezerra, também conhecido como França. Recentemente, os dois bateram boca em um programa de rádio, pois Saraiva teria feito uma proposta para reassumir o clube, mas "pediu a cabeça" de alguns conselheiros em troca.