De olho em 2020, técnico campeão brasileiro pelo Brusque é apresentado no América de Natal

Waguinho Dias já inicia planejamento do elenco para disputar as competições da temporada que vem

por Agência Futebol Interior

Natal, RN, 09 (AFI) - Waguinho Dias foi apresentado como novo treinador do América-RN na tarde desta terça-feira em entrevista coletiva realizada na Sede Social.

O profissional, de 56 anos, campeão pelo Brusque da Série D do Campeonato Brasileiro, esteve, recentemente, à frente do Criciúma na segunda divisão nacional e chega ao Mecão com objetivo de iniciar o planejamento para a temporada 2020.

"Gostaria de ressaltar a minha satisfação de treinar o América-RN, um clube de tradição e com nome pesado no futebol nacional. Eu participei por vários anos da quarta divisão e sempre vi esta instituição como favorita ao acesso. Tudo tem o seu momento e não imaginava vir para cá, por ter contrato longo com o Criciúma", comentou.

Waguinho Dias é apresentado como novo treinador do América-RN - Diego Simonetti / Major Fotografias
Waguinho Dias é apresentado como novo treinador do América-RN

"Recebi o telefonema e ouvi o perfil que a diretoria queria de montar o elenco e os objetivos do time para a temporada seguinte. O América precisa ser campeão regional. Há a Copa do Nordeste, cuja visibilidade é imensa, além da Copa do Brasil, enorme financeiramente. A responsabilidade de avançar em algumas fases é importante", emendou.

Natural de Sumaré-SP, Waguinho demonstrou estar ciente dos 'pontos fortes' e assegurou que o principal foco do elenco em 2020 é carimbar acesso à Série C - ele já tem essa experiência por ter trilhado tal caminho neste ano no comando do Brusque, sendo coroado com título nacional.

"O clube merece e precisa estar em patamar acima, mas infelizmente caiu. O América tem obrigação de acesso, mas tudo depende de ótimo planejamento. Diante do que ouvi da diretoria e do que vi em termos de estrutura física, tenho grande convicção de que podemos, com ajuda do torcedor, atingir nossos objetivos", cobrou.

"Quando se há sucesso, não se vem pro acaso. Não é só da comissão técnica, mas sim de um todo. É preciso chamar o torcedor para o nosso lado, aumentar o número de sócios e atrair patrocinadores. O América só será ainda mais forte com esses setores bem unidos", arrematou.