Goleiro do Aston Villa relata drama com Covid-19: 'Tive falta de ar por 25 minutos'

Pepe Reina é um dos vários atletas infectados pelo novo coronavírus

por Agência Estado

Campinas, SP, 31 - O goleiro italiano Pepe Reina, atualmente no Aston Villa, da Inglaterra, é um dos jogadores de futebol que foram infectados pelo novo coronavírus.

O experiente atleta, de 37 anos, relatou nesta terça-feira, em entrevista ao jornal italiano Corriere dello Sport, a sua dramática experiência em conviver com a doença que está causando uma pandemia. Reina revelou que o pior momento foi a falta de ar que sentiu.

Pepe Reina está infectado pelo novo coronavírus
Pepe Reina está infectado pelo novo coronavírus
"Estava isolado desde que senti os primeiros sintomas do vírus. Tive febre, tosse, dor de cabeça, que não passava, e me sentia cansado. Fiquei assustado quando tive dificuldades em respirar durante 25 minutos, como se a minha garganta estivesse fechada e o ar não passava. Os primeiros sete ou oito dias passei fechado em casa", afirmou.

DEBUTANTE

O goleiro italiano está em sua primeira temporada no Aston Villa, que luta contra o rebaixamento no Campeonato Inglês.

Reina, que disse que agora se encontra melhor depois do grande susto, tem passagens também por Barcelona, Villarreal, Liverpool, Bayern de Munique e Napoli.

CAOS

Seu caso é mais um entre tantos no futebol mundial. Alguns nomes de jogadores infectados pela covid-19 são o zagueiro italiano Daniele Rugani, o volante francês Blaise Matuidi e o atacante argentino Paulo Dybala, todos da Juventus; o atacante Callum Hudson-Odoi, do Chelsea; e o zagueiro argentino Ezequiel Garay, do Valencia.

Isso sem contar o técnico espanhol Mikel Arteta, do Arsenal, e o ex-jogador italiano Paolo Maldini.