Série B: Presidente do Atlético-GO revela reunião após dois tropeços seguidos

Adson Batista que esse é o momento de todo mundo assumir a responsabilidade no clube

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 10 (AFI) - A sequência de dois jogos sem vitória não tirou o Atlético-GO da vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série B, mas ligou o sinal de alerta. Tanto é que houve uma reunião entre diretoria e comissão técnica.

O encontro, porém, parece que não foi em tom de cobrança. O presidente Adson Batista saiu em defesa do técnico Wagner Lopes e disse que os jogadores também precisam ser responsabilizados quando os resultados não acontecem.

O presidente Adson Batista disse que se reuniu com a comissão técnica do Atlético-GO (Foto: Paulo Marcos/Atlético-GO)
O presidente Adson Batista disse que se reuniu com a comissão técnica do Atlético-GO (Foto: Paulo Marcos/Atlético-GO)
"Acabei de ter uma reunião com a comissão técnica. É muito fácil xingar o treinador e o jogador ficar blindado. Não é assim. É uma via de mão dupla. Todo mundo tem suas responsabilidades e precisa assumir. Vamos trabalhar forte", disse o mandatário rubronegro.

Em relação ao time que empatou com o Cuiabá, por 1 a 1, em Goiânia, Wagner Lopes tem as voltas do volante Moacir e do polivalente Reginaldo, que é latera-direito, mas vem atuando como atacante. O treinador, porém, tem algumas dúvidas.

O provável Atlético-GO para esse jogo é: Maurício Kozlinski; Jonathan, Oliveira, Gilvan e Nicolas; André Castro (Nathan), Moacir e Jorginho; Reginaldo, Mike e Aylon (Rodrigo Rodrigues).