'Queremos vencer em campo, mas no nosso estádio', diz zagueiro do Avaí

O Leão tenta liberação do estádio da Ressacada visando às quartas de final do catarinense

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 02 (AFI) - O Avaí segue pressionando a prefeitura de Florianópolis a fim de conseguir a liberação do estádio da Ressacada para o duelo das quartas de final do Campeonato Catarinense frente à Chapecoense. O zagueiro Airton foi enfático ao falar da importância de atuar no estádio nesta fase final.

"A Ressacada sempre foi nosso ponto forte. Nosso campo faz toda a diferença, por isso enfatizamos que seja liberado. Existe a possibilidade de atuar em outros lugares, mas não temos a confiança que temos em nosso estádio. Queremos que seja decidido dentro de campo, mas em casa", falou Airton.

O goleiro Lucas Frigeri também seguiu a linha de raciocínio de seu companheiro de clube. "Não conseguimos pensar em jogar fora da Ressacada. Terminamos a primeira fase como líder e esperamos jogar em casa. Mostrar um bom futebol e trazer vitórias, que é o mais importante neste momento", completou.

Avaí se prepara para o retorno do Catarinense. Foto: André Palma Ribeiro
Avaí se prepara para o retorno do Catarinense. Foto: André Palma Ribeiro
E AGORA?
A liberação da Ressacada é para o jogo de volta das quartas de final. A primeira partida acontecerá no dia 8 de julho, na Arena Condá, ao menos é o que prevê a Federação Catarinense de Futebol.

"Esperamos fazer um grande jogo na próxima quarta-feira. Claro que ainda não estamos no ideal, falta o ritmo de jogo, mas pode ter certeza que até o dia do jogo estaremos bem preparados fisicamente e tecnicamente", concluiu.