Paulista A3: Jogadores do Barretos reclamam de atrasos salariais: 'Não voltaremos'

Meia Branquinho foi porta-voz do grupo e disse que se a situação financeira não for solucionada, o grupo não irá se reapresentar

por Roberto José Minuncio

Barretos, EC, 20 (AFI) - O Barretos está vivendo um dos seus piores momentos financeiros da história, podendo pela primeira vez não entrar em campo quando o Campeonato Paulista Série A3 retornar.

O vice-presidente do clube, Raphael Dutra já falou sobre os atrasos de valores para jogadores, comissão técnica, funcionários e fornecedores, somando R$ 232 mil.

Branquinho
Branquinho
CRAQUE DO TIME

Desta vez, foi o meia Branquinho, de 37 anos, craque do time, que falou sobre a situação em nome de todos os jogadores.

“Eu estou falando em nome de todos os atletas e comissão técnica, estamos todos na mesma situação, que se tornou insustentável.

Tenho certeza que não estamos numa posição melhor no campeonato devido a essas nossas condições enfrentadas.

Desde janeiro sem receber o salário integral, em fevereiro e março também não foi pago nada. É ridículo a situação, nunca vi tanto amadorismo por parte de uma diretoria”, afirmou Branquinho.

SEM REAPRESENTAÇÃO

O jogador que está sendo o porta-voz de todos os jogadores e comissão técnica, afirmou que enquanto não tiver uma solução, ninguém irá se apresentar para concluir o campeonato.

“Vai ter WO, não iremos nos apresentar enquanto esses problemas financeiros não forem resolvidos. Estão acabando com o futebol da cidade e do Barretos.

Para mim, que já joguei por vários clubes, é frustrante passar por tudo isso agora. Sou da região e quero ver os nossos clubes bem e brigando por acesso”, afirmou Branquinho.

SEM PAGAMENTOS

Segundo Branquinho, todos os jogadores foram embora para casa, devido às medidas de isolamento, sem ter nenhum pagamento.

Por Roberto Minuncio