Torcida de clube do Brasileirão picha protesta: "Agora é ódio e porrada"

"Fora Pedro Raul", "Cícero ex-jogador", "Time de m...", "Diretoria de m...", "Fora Rhuan", foram outras frases

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 29 (AFI) - A crise se instalou no Botafogo. Após a derrota para o Cuiabá na Copa do Brasil e a demissão do técnico Bruno Lazaroni, o clube foi alvo de protesto da torcida que pichou os muros do Estádio Nilton Santos com críticas à diretoria e jogadores.

Ódio e porrada! (Foto: Reprodução)
Ódio e porrada! (Foto: Reprodução)
"Fora Pedro Raul", "Cícero ex-jogador", "Time de m...", "Diretoria de m...", "Fora Rhuan" e "Agora é ódio e porrada", foram algumas frases pichadas nas listras brancas da bandeira do Botafogo no muro do Niltão.

Em outro muro, a torcida pichou: "Fora Montenegro", em referência ao membro do comitê executivo de futebol, Carlos Augusto Montenegro.

Protesto contra a diretoria. (Foto: Reprodução)
Protesto contra a diretoria. (Foto: Reprodução)
Ainda sem técnico, Flávio Tênius, preparador de goleiros, comandará o Botafogo contra o Ceará no sábado, às 17 horas, no Nilton Santos, pela 19ª rodada do Brasileirão.