Time do Paulistão teme 'demissão em massa' se futebol não voltar

O Botafogo irá aguardar no máximo até julho antes de fazer cortes de funcionários

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 25 (AFI) - O Botafogo revelou que deverá fazer cortes de funcionários muito em breve. A diretoria do clube paulista deu a entender que poderá evitar tais saídas caso o futebol retorne entre junho e julho. Isso combinado com a melhora da economia no país, em crise por conta do novo coronavírus.

O time de Ribeirão Preto não deu pistas sobre as possíveis demissões, mas atletas também deverão ser afetados. No entanto, a grande maioria será de funcionários.

Claudinei Oliveira é o técnico do Botafogo
Claudinei Oliveira é o técnico do Botafogo
FUTEBOL
O Botafogo já teve algumas baixas do time que vinha disputando o Campeonato Paulista. Na última semana, deixaram o clube: o zagueiro Didi e volante William Oliveira. Apesar das saídas, o clube garante que terá na Série B boa parte do elenco do Paulistão, caso o futebol não demore à retornar.

O Botafogo está na vice-lanterna do Campeonato Paulista, com apenas oito pontos, a dois do Água Santa. O time de Ribeirão Preto irá enfrentar ainda Guarani, em casa, e Red Bull Brasil, fora.