Vila Nova x Atlético-GO - Tigre tenta acabar com tabu para respirar na Série B

O time mandante nunca venceu o adversário, desta sexta-feira, na competição

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 10 (AFI) - Vivendo momentos distintos dentro do Campeonato Brasileiro da Série B, Vila Nova e Atlético Goianiense se enfrentam nesta sexta-feira, às 19h15, no estádio Serra Dourada, pela 28ª rodada. Enquanto um quer se aproximar da liderança, o outro precisa vencer para deixar a zona de rebaixamento.

O clássico entre Vila Nova e Atlético foi disputado em 245 oportunidades, com 82 vitórias do Dragão e 74 do Tigre. Outras 89 vezes terminaram em empate. Curiosamente, o Vila nunca venceu o adversário na Série B. Foram: sete derrotas e seis empates.

O Atlético vem de dois tropeços seguidos no torneio, sendo o último um empate por 1 a 1 com o Cuiabá, que quase custou a vice-liderança, hoje dividida com o Sport, com 46 pontos. O Bragantino, na primeira colocação, tem 54. O Paraná, quinto, soma 41.

O Vila Nova, por outro lado, também não vence há duas rodadas. O Tigre entrou na zona de rebaixamento, onde aparece na 17ª colocação, com 29 pontos, mesma pontuação do Vitória, o primeiro fora da zona da degola. Na última rodada, perdeu para o São Bento, por 3 a 1.

OLHO NO TIGRE!
Todo o elenco trabalhou no CT Marconi Perillo, visando esse próximo compromisso. Antes da atividade, o diretor de futebol Hugo Jorge Bravo concedeu entrevista coletiva, já que havia uma expectativa de mudança na comissão técnica, caso o resultado não fosse de vitória na rodada anterior. O dirigente colorado foi perguntado sobre o assunto e confirmou a permanência de Rafael Toledo no comando técnico do time para o clássico, além de também fazer um balanço da campanha do time, após sua chegada.

Vila Nova e Atlético-GO se enfrentam nesta sexta
Vila Nova e Atlético-GO se enfrentam nesta sexta

"O Rafael comanda o time contra o Atlético, foi um pedido dos jogadores para que a gente mantivesse a comissão técnica pra esse próximo jogo e nós atendemos. Deixamos a responsabilidade compartilhada com eles. Em relação a questão da evolução da equipe, confesso que tivemos altos e baixos. Tivemos uma vitória na nossa chegada e depois caímos no mesmo problema de não vencer em casa. Fizemos bons resultados fora de casa, tanto que temos uma das melhores campanhas como visitante, mas não estamos conseguindo os resultados como mandante. Isso é algo que nos preocupa, já que para conquistarmos nosso objetivo, precisamos pontuar bem em casa também", analisou Hugo Jorge Bravo.

O técnico Rafael Toledo terá todos os jogadores à disposição, já que a única baixa em relação ao último jogo tinha sido o atacante Érick que se recuperou de uma contusão no joelho e voltou a treinar normalmente. Não há nenhum jogador suspenso por expulsão ou terceiro cartão amarelo

COMO VEM O DRAGÃO?
O presidente Adson Batista revelou que se reuniu com a comissão técnica rubronegra nesta quinta-feira. Mas o encontro parece que não foi em tom de cobrança, já que o mandatário saiu em defesa de Wagner Lopes e disse que os jogadores também precisam ser responsabilizados.

"Acabei de ter uma reunião com a comissão técnica. É muito fácil xingar o treinador e o jogador ficar blindado. Não é assim. É uma via de mão dupla. Todo mundo tem suas responsabilidades e precisa assumir. Vamos trabalhar forte", disse o mandatário rubronegro.

Em relação ao time que empatou com o Cuiabá, por 1 a 1, em Goiânia, Wagner Lopes tem as voltas do volante Moacir e do polivalente Reginaldo, que é latera-direito, mas vem atuando como atacante. O treinador, porém, tem algumas dúvidas.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
28ª rodada
Data
11/10/2019
Horário
19h15
Local
Serra Dourada - Goiânia (GO)
Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Renda
R$ 20.705,00
Assistentes
Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)

Público
3.530 pagantes / 4.673 total
Cartões Amarelos
Vila Nova-GO: Wesley Matos, Gustavo Henrique, Gastón Filgueira
Atlético-GO: Oliveira, Nathan

Gols
Vila Nova-GO: Bruno Mezenga 39' 2T
Atlético-GO: Mike 32' 1T
Vila Nova-GO
Rafael Santos;
Patrick (Erick), Diego Jussani e Wesley Matos;
Jeferson, Edinho (Tinga), Ramon, Alan Mineiro (Robinho) e Gastón Filgueira;
Bruno Mezenga e Gustavo Henrique.
Técnico: Rafael Toledo
Atlético-GO
Maurício Kozlinski;
Jonathan, Oliveira, Gilvan e Nicolas;
Nathan, Moacir (Pedro Bambu) e Jorginho (Matheuzinho);
Reginaldo, Mike e Aylon (Pedro Raul).
Técnico: Wagner Lopes