Sem 18 jogadores com Covid-19, time da Série B tenta adiar jogo de sábado

O CSA entraria em campo nesta quarta-feira contra a Chapecoense, mas a partida foi suspensa após surto no elenco azulino

por Agência Futebol Interior

Maceió, AL, 12 (AFI) - Sem poder utilizar 18 jogadores que testaram positivo para o novo coronavírus, o CSA vai tentar junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adiar o jogo de sábado, contra o Cuiabá, pela terceira rodada do Brasileiro da Série B.

Em entrevista à Rádio CBN/Maceió, o vice-presidente Omar Coelho disse que o advogado Osvaldo Sestário já foi autorizado a tentar o adiamento do jogo marcado para as 21 horas, no Estádio Rei Pelé.

"O doutor Sestário já está autorizado a promover as medidas judiciais cabíveis. Vamos tentar suspender esse jogo do Cuiabá e aí sim analisar os jogadores que ficaram aptos a jogar", comentou Coelho.

CSA vai tentar adiar o jogo contra o Cuiabá, marcado para sábado
CSA vai tentar adiar o jogo contra o Cuiabá, marcado para sábado
DISPAROU CONTRA A CBF

O dirigente azulino também criticou o postura da CBF mesmo diante de tantos casos do novo coronavírus, tanto na Série A quanto na Série B.

"Estamos vivendo um momento muito interessante dentro do futebol brasileiro. A CBF, que teve uma receita no ano passado de R$ 2 bilhões e investiu menos de 10% no futebol, coloca em risco a vida dos atletas e só pensa no futebol", afirmou o dirigente.

O QUE ROLOU
A partida contra a Chapecoense, pela segunda rodada da Série B, estava marcada para essa quarta-feira, mas acabou sendo adiada depois de novos casos de Covid-19 no elenco do CSA.

Na estreia do campeonato, o time teve o desfalque de nove jogadores contra o Guarani e mesmo assim começou com o pé direito ao vencer por 1 a 0, em Maceió.