Catarinense: Criciúma tenta reduzir pena de volante que reclamou da arbitragem

Em 2 de fevereiro, Tigre não saiu do empate por 1 a 1 com o Marcílio Dias, em casa, pela quarta rodada da primeira fase

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 24 (AFI) - O Criciúma protocolou recurso e pedido de efeito suspensivo para o volante Eduardo junto ao Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC). O atleta vem cumprindo um gancho de quatro jogos.

Em 2 de fevereiro, a equipe comandada por Roberto Cavalo não saiu do empate por 1 a 1 com o Marcílio Dias, em casa, no estádio Heriberto Hülse, pela quarta rodada da primeira fase. Depois do duelo, Eduardo reclamou com a arbitragem.

Segundo relatou Gustavo Ervino Bauermann, que foi auxiliado por Clair Dapper e Valdoir Caldatto e pelo quarto árbitro Gunar Nunes de Abreu Welsch, o jogador ter dito: “É a terceira vez que vocês vêm aqui dentro roubar nós”.

 Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma EC
Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma EC
Com isso, ele foi punido com quatro jogos. O Criciúma, porém, tenta a anulação integral do gancho, mas também trabalha com a possibilidade de ela ser reduzida para duas partidas. Como já cumpriu um, ele ficaria de fora diante do Brusque, no próximo domingo.

No momento, o Criciúma é sexto colocado da fase de classificação do Campeonato Catarinense. Com nove pontos, está pouco à frente de Concórdia, com quatro, e Chapecoense, com três, que formam o Z2, o grupo das equipes que disputará o playoff contra o rebaixamento.