Cruzeiro confirma que zagueiro Léo sofreu fratura em jogo contra o Palmeiras

O lance ocorreu no finalzinho do confronto, aos 49 minutos do segundo tempo, após um cobrança de falta do time cruzeirense

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 16 - O Cruzeiro informou na tarde desta segunda-feira que o zagueiro Léo sofreu uma fratura na clavícula na partida contra o Palmeiras, no último sábado, no Allianz Parque, em São Paulo, onde acabou se lesionando de forma mais grave em um choque com o goleiro adversário Weverton.

LESÃO

O lance ocorreu no finalzinho do confronto, aos 49 minutos do segundo tempo, após um cobrança de falta do time cruzeirense, que foi superado por 1 a 0 pelos palmeirenses e terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro na 17ª posição, encabeçando a zona de rebaixamento, com 18 pontos.

Ao confirmar a lesão de Léo, Sérgio Campolina, médico do Cruzeiro, também preferiu não estabelecer um prazo estimado de recuperação para o atleta, mas informou que o tratamento escolhido para curar a lesão será conservador (sem cirurgia). Uma operação só ocorrerá se esse tipo de protocolo adotado não surtir o efeito desejado.

RECUPERAÇÃO

"O Léo sofreu um trauma no ombro esquerdo, no último lance do jogo contra o Palmeiras. Nesse trauma foi observada uma fratura da clavícula, sem desvio, que inicialmente não indica um tratamento cirúrgico".

Zagueiro é baixa no time mineiro. (Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)
Zagueiro é baixa no time mineiro. (Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)

"Ele já iniciou o tratamento conservador. Como qualquer fratura, não há um prazo pré-determinado para a recuperação, porque depende de sua consolidação para a liberação para a prática de esportes de contato".

"Vamos observar a evolução do atleta nas próximas semanas", informou Campolina.

NOVA ESCALAÇÃO

Sem poder contar com Léo, que havia voltado a atuar recentemente pela equipe após se recuperar de uma lesão muscular.

O técnico Rogério Ceni deverá escalar uma dupla de zaga com Cacá e Fabrício Bruno, dois jogos jogadores formados na base do clube, no confronto diante do líder Flamengo, neste sábado, às 17 horas, no Mineirão, pela primeira rodada do returno do Brasileirão.

Isso pelo fato de que Dedé, outro titular da defesa, luta para se recuperar de uma entorse no tornozelo direito e dificilmente poderá atuar neste próximo duelo.

CRIA DA BASE

Outro jogador formado na base do Cruzeiro, o lateral-esquerdo Rafael Santos estreou pela equipe profissional na partida de sábado contra o Palmeiras e nesta segunda-feira festejou a chance que ganhou de Ceni.

"Primeiramente gostaria de agradecer a todos que puderam me dar essa oportunidade de jogar, diretoria e comissão técnica. Foi uma alegria muito grande, venho trabalhando sempre para quando aparecer a oportunidade poder aproveitar da melhor maneira, então tenho certeza que se continuar treinando firme assim terei mais oportunidade no Cruzeiro", projetou o atleta, em entrevista coletiva.

SEQUÊNCIA

"Venho trabalhando para isso, para ter uma sequência boa de jogos. E se depender do professor e ele me colocar para jogar, pode ter certeza que darei o meu máximo para ajudar a equipe".

Cria da base Rafael Santos. (Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)
Cria da base Rafael Santos. (Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)

"O Rogério, que nos ensina bastante, vem sempre me cobrando as finalizações, as batidas de falta, e vindo dele é uma motivação mais que especial".

"Se tiver uma chance no jogo pode saber que vou arriscar sim, confiança sempre", completou o jovem de 21 anos.

CONFIANTE

Rafael Santos aposta que o Cruzeiro pode bater os flamenguistas neste sábado, apesar da ótima fase dos adversários e do péssimo momento dos cruzeirenses. "Está na hora de vencer, tenho certeza de que se o resultado acontecer, contra o Flamengo, será uma reviravolta na competição".

"Eles estão com o time muito bom, no caminho para ser campeão, em uma situação bem diferente da nossa, mas a gente ganhando, o que é muito possível, trará confiança para o time inteiro", destacou.

PRÓXIMO DESAFIO

"Será um jogo bom de se disputar e ganhar de quem está disputando na parte de cima da tabela de classificação gera sempre uma motivação a mais, como foi agora contra o Palmeiras".

"Não foi o resultado desejado no último sábado, mas já enxergamos uma melhora na equipe e no vestiário pudemos ver que os jogadores pretendem mudar essa situação do Cruzeiro na competição", finalizou.