Mineiro: Cruzeiro não ouve treinador e libera ex-zagueiro do Vitória

Adilson Batista havia pedido a permanência de Ramon, mas a diretoria acabou não contratando o jogador

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 18 (AFI) - A diretoria do Cruzeiro não levou em consideração o pedido do técnico Adilson Batista para ficar com Ramon e acabou liberando o ex-zagueiro do Vitória.

Ramon havia assinado um pré-contrato em novembro do ano passado com salário superior a R$ 150 mil, acima do teto definido para a temporada 2020 devido a crise financeira vivida pelo clube.

A atual diretoria propôs uma redução salarial com o aumento do tempo de contrato e o jogador acabou aceitando. Por isso, o anúncio de que não exerceria a opção de compra pegou todo mundo de surpresa.

Cruzeiro desistiu da contratação do zagueiro Ramon (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Cruzeiro desistiu da contratação do zagueiro Ramon (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
"O Cruzeiro Esporte Clube informa que não exerceu a opção de compra do atleta Ramon. Desta forma, o profissional não fará parte do elenco do Cruzeiro para a temporada 2020", disse o clube em nota oficial.

O defensor de 24 anos chegou ao Cruzeiro há dez dias para realizar exames médicos e chegou a treinar com os companheiros, mas nos últimos dias não participou das atividades.

SOBRE ELE
Natural de Feira de Santana-BA, Ramon foi revelado pelo Bahia de Feira e estava no Vitória desde 2014 - em 2017 teve uma rápida passagem pelo Maccabi Tel Aviv-ISR -, mas retornou depois de três partidas.

No ano passado, o zagueiro foi um dos poucos jogadores que conseguiram se destacar na campanha ruim realizada pelo Vitória na Série B do Brasileiro. O time baiano conseguiu escapar do rebaixamento nas rodadas finais.