Catarinense: Figueirense deve apostar em solução caseira como treinador para 2020

Márcio Coelho treinou o clube como interino em nove jogos na última Série B do Brasileiro

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 10 (AFI) - Passando por uma reestruturação fora das quatro linhas, o Figueirense deve apostar em uma solução caseira como substituto de Pintado e efetivar o auxiliar Márcio Coelho como treinador para a temporada 2020.

O acerto entre as partes está bem encaminhado e a expectativa é que o anúncio oficial aconteça nesta quarta-feira, conforme prometido pelo presidente Francisco de Assis Filho no início da semana.

Márcio Coelho deve ser o técnico do Figueirense em 2020 (Foto: Matheus Dias/FFC)
Márcio Coelho deve ser o técnico do Figueirense em 2020 (Foto: Matheus Dias/FFC)
Além da identificação com o Figueirense, onde está desde 2011, Márcio Coelho tem a seu favor a questão financeira, pois seu salário é considerado dentro da realidade do clube. Diferente de Pintado, por exemplo.

Integrante da comissão permanente do clube, Márcio Coelho foi um dos treinadores do Figueirense ao longo da última Série B do Brasileiro. Sob seu comando, o time teve uma vitória, cinco empates e três derrotas.

A diretoria tem pressa na definição da comissão técnica pois está atrasada em relação ao planejamento para a próxima temporada, já que poucos jogadores do elenco que disputou a Série B vão continuar.