Sidão vê punição "cabível" para o Figueirense, mas acha "estranho" jogar sem torcida

Punição foi imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC)

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 24 (AFI) - O goleiro Sidão não reclamou da punição recebida pelo Figueirense por causa das confusões no clássico contra o Avaí, mas considerou o "estranho" o fato de atuar sem torcida. O Figueirense receberá a Chapecoense no próximo domingo, às 16 horas, com os portões fechados. A punição foi imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC).

"Eu não me lembro de ter feito um jogo assim. Vai ser estranho, pois precisamos do torcedor ao nosso lado. É uma punição, algo cabível. Mas esperamos fazer um grande jogo e consiga um bom resultado para seguir lutando pela parte de cima da tabela de classificação", disse o goleiro em referência ao jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Catarinense.

Nada de torcida. (Foto: Andrey de Oliveira / Figueirense FC)
Nada de torcida. (Foto: Andrey de Oliveira / Figueirense FC)
O Figueirense ocupa a quarta colocação do Estadual com dez pontos. Além da Chapecoense, o Figueirense enfrentará Criciúma e Brusque para buscar uma das vagas para as quartas de final.

"A gente precisa fazer as coisas de dentro para fora. Quando o time vai bem, o torcedor inflama. E quando não tem o torcedor, temos que manter o empenho e jogar bem. Temos que manter o foco, nosso objetivo de vencer em casa, independente de portões fechados. Colocar os pés no chão, pois o ano está apenas começando. Entrar motivados, vencer e que no outro jogo com o torcedor que ele possa voltar", finalizou Sidão.

Com a pausa no Catarinense por causa do carnaval e já classificado à terceira fase da Copa do Brasil após passar pelo Vitória-ES, o Figueirense terá a semana livre para se preparar para o duelo contra a Chapecoense que se repetirá na Série B, uma vez que o clube de Chapecó foi rebaixado no Brasileirão.