Flamengo tem mais dois casos de Covid-19 e autoridades interditam estádio em Guayaquil

Médico e Juan aumentam para 9 o número de casos de covid no Flamengo em Guayaquil

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 22 (AFI) - O Flamengo chegou a nove casos de Covid-19 com as infecções do médico Marcio Tannure e do ex-zagueiro Juan, funcionário do departamento de futebol. Diante do surto, autoridades de saúde de Guayaquil interditaram o estádio em que o Barcelona receberia os brasileiros na noite desta terça-feira pela Libertadores. O jogo, por ora, está suspenso. A Conmebol ainda não se manifestou.

"Ao ser de conhecimento público que um grupo de jogadores do Flamengo testou positivo para a Covid, mandei uma equipe do município, integrada pelos departamentos de Saúde, Riscos e Esportes, ao local onde estão hospedados, para executar um informe técnico e decidir as ações a seguir", escreveu Cynthia Viteri, prefeita de Guayaquil, em suas redes sociais.

"Hoje, o estádio Monumental está inabilitado. Ao menos neste estádio hoje não haverá jogo de futebol entre Barcelona e Flamengo. Enviamos uma carta para a Conmebol", disse Carlos Luis Salvador, diretor de saúde e higiene de Guayaquil.

Nove casos de Covid-19 e partida sob risco. (Foto: Divulgação)
Nove casos de Covid-19 e partida sob risco. (Foto: Divulgação)

O protocolo da Conmebol não vê possibilidade de adiar a partida das 19h15 pela quarta rodada. Mas as autoridades locais veem risco para a saúde da população e, por isso, fecharam o estádio.

SURTO DE COVID!
Com isso, já são nove os casos de coronavírus no grupo que está no Equador. Bruno Henrique, Isla, Diego, Filipe Luís, Michael, Matheuzinho e Vitinho são os jogadores, que já estão em quarentena desde o fim de semana e fora do jogo.

A ideia da diretoria do Flamengo é que todos os infectados voltem para o Brasil no avião fretado pelo clube, que está levando os novatos João Lucas, Natan, Guilherme Bala e Rodrigo Muniz para o Equador reforçar o elenco do técnico Domènec Torrent.

O técnico catalão só terá dois fisioterapeutas ao seu lado na comissão técnica no banco de reservas. A Conmebol vai deixar médicos à disposição do time rubro-negro, que, além dos problemas com os jogadores que testaram positivo, não poderá contar com o atacante Gabriel, com uma contusão muscular na coxa direita, e o zagueiro Gustavo Henrique, suspenso, por ter sido expulso na histórica goleada, por 5 a 0, sofrida para o Independiente Del Valle, quinta-feira.