Dérbi 193: Com dificuldade para dormir, Fumagalli fala sobre ansiedade no Guarani

Ex-meia e ídolo bugrino considera que era mais fácil lidar com a ansiedade na época de jogador

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - Ídolo do Guarani, Fumagalli sente falta de ajudar o time em campo, ainda mais em um dérbi.

Agora na condição de superintendente de futebol do clube, ele vive a expectativa do terceiro clássico contra a Ponte Preta como dirigente.

A cobertura do Dérbi Campineiro tem apoio é da Acácia Auto Peças e Pizza do Dadá.

QUINTA-FEIRA tem Mesa Redonda Especial na Rádio Futebol Interior. Veja !

MUITA ANSIEDADE
Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o ex-meia disse que era mais fácil lidar com a ansiedade na época de jogador, tanto que está com dificuldade para dormir.

“A gente fica numa ansiedade que parece maior até de quando jogávamos. Eu comuniquei meus companheiros de sala no Guarani que estou demorando para dormir essa semana. Fiquei pensando nos últimos dias e também projetando os próximos. Apesar da ansiedade ser grande eu espero que a gente possa ser feliz”, afirmou o superintendente.

CENÁRIO
Uma vitória no dérbi pode colocar o Bugre na zona de classificação do Grupo B, mas isso vai depender da partida entre Santos e Novorizontino, na sexta-feira, uma dia antes do clássico.

Terceiro colocado, com 14 pontos, o Guarani tem dois pontos a menos que o time de Novo Horizonte, vice-líder, com 16.

Caso o Novorizontino vença o Santos, a situação complica. Diante deste cenário, apenas a vitória interessa para os bugrinos.

Foto: GuaraniPress
Foto: GuaraniPress

“O dérbi é um campeonato a parte como dizia o Vadão e estamos focados nisso. Vamos saber o resultado do Novorizontino antes, mas precisamos focar na nossa vitória sob qualquer circunstâncias. Só assim chegaremos na última rodada com chances de classificação”, finalizou Fumagalli.

O último jogo do Guarani na fase de grupos será contra o Red Bull Brasil, no Brinco de Ouro, na próxima quarta-feira.