ESPECIAL SÉRIE A3: Audax renasce e sobe ao lado do Monte Azul para a Série A2

Esse foi o segundo título nos 33 anos de história do Audax que já tinha sido campeão da Segundona

por Agência Futebol Interior

Osasco, SP, 24 (AFI) - O Audax conheceu o céu, mas também visitou o inferno. Vice-campeão paulista em 2016, o clube de Osasco despencou para a Série A3 do Campeonato Paulista (equivalente a 3ª divisão estadual). Com calma, o Audax começou sua caminhada e alcançou seu primeiro objetivo com louvor ao subir para a Série A2 com direito a título.

O time da Grande São Paulo foi campeão em cima do Monte Azul. Após empatar por 2 a 2 diante da torcida, o Audax venceu o rival por 2 a 0 em Monte Azul Paulista. Os finalistas já haviam garantido o acesso à Série A2. Esse foi o segundo título nos 33 anos de história do Audax. A equipe já tinha sido campeã da Segunda Divisão Paulista em 2008.

A volta olímpica de 2019 foi dada após 21 jogos com oito vitórias, nove empates e quatro derrotas, além de 34 gols a favor e 25 tentos tomados. Aproveitamento de 52,4%. A campanha do acesso e do título, no entanto, começou de forma perigosa. O clube pegou apenas a última vaga na primeira fase, enquanto o Monte Azul se classificou com a penúltima vaga.

Acesso e a sonhada taça. (Foto: Audax / Divulgação)
Acesso e a sonhada taça. (Foto: Audax / Divulgação)
DESAFIOS!

O Osasco Audax, no mata-mata, mostrou toda a sua força fora de casa. Nas quartas de final, após 0 a 0 em casa, a classificação veio com 2 a 0 ante o Velo Clube. O mesmo aconteceu na semifinal diante do Barretos - derrota em casa por 1 a 0, mas vaga com 2 a 0. O mesmo placar da decisão.

Velo Clube (36) e Barretos (33), na classificação geral, foram os melhores clubes da Série A3 Paulista. O Audax ficou só em 3º com 33 pontos, enquanto o Monte Azul, que estava pela 3ª vez seguida na Série A3, obteve 30 pontos, na 6ª colocação.

Audax e Monte Azul subiram. (Foto: Audax / Divulgação)
Audax e Monte Azul subiram. (Foto: Audax / Divulgação)
REBAIXAMENTOS!

Os rebaixamentos, enquanto isso, foram incontestáveis. O São Carlos desceu para a Segundona (4ª e última divisão de São Paulo) com apenas oito pontos em 15 jogos. Foram nove derrotas, cinco empates e uma vitória. Aproveitamento de 17,8%. O Taboão da Serra, vice-lanterna, também caiu com só um triunfo, sete igualdades e 11 tropeços. Desempenho de 22,2%.

SELEÇÃO FINAL DA SÉRIE A3 ESCOLHIDA PELO PORTAL FI:

Caio (Monte Azul);

Ferrugem (Monte Azul), Bruno Tofanelli (Osasco Audax), Carlão (Barretos) e Lucas Praxedes (Capivariano);

Leonai (Comercial), Niander (Velo Clube) e Matheus Marcondele (Osasco Audax);

Lucas Douglas (Desportivo Brasil), Caio Vieira (Comercial) e Marcelo Campanholo (Desportivo Brasil).

Técnico: Robélio Cavalinho (Osasco Audax).