Série B: Meia ex-Palmeiras e lateral ex-Fluminense devem deixar Ponte Preta

Luís Ricardo, Igor Henrique, Hugo Cabral e André Castro, além de Renato Kayzer e Júlio César, já não estão mais no Majestoso

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 15 (AFI) - A reformulação no elenco da Ponte Preta segue a todo vapor. Buscando reduzir a folha salarial para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o lateral Giovanni e o meia Tiago Real estão entre os dispensáveis e devem deixar o Majestoso.

O meio-campista, 30, é dono de um dos maiores salários da equipe campineira e está ciente de que não permanecerá há mais um mês, uma vez que não entra em campo desde março e sequer é relacionado desde a partida com a Aparecidense, pela primeira fase da Copa do Brasil. Ele soma 49 partidas pela Macaca desde que chegou, em dezembro de 2017.

Tiago Real (no alto) e Giovanni (embaixo) devem deixar a Ponte Preta (Fotos: Divulgação / AAPP)
Tiago Real (no alto) e Giovanni (embaixo) devem deixar a Ponte Preta (Fotos: Divulgação / AAPP)
O ala que também pode ser improvisado como meia, 29, está no Moisés Lucarelli desde janeiro, tendo atuado dez vez no período - uma delas, diante do Criciúma, inclusive, pela Série B. Porém, como não rendeu o esperado, a diretoria não pretende mantê-lo.

JÁ FORAM
O lateral Luís Ricardo, o volante Igor Henrique, o atacante Hugo Cabral e o volante/lateral-direito André Castro rescindiram o contrato com o clube alvinegro, enquanto os atacantes Júlio César e Renato Kayzer solicitaram o fim do vínculo.

ESTÃO CHEGANDO!
Por outro lado, a Macaca acertou com quatro reforços nos últimos dias para a sequência da temporada: os meias Marcondele (ex-Osasco Audax) e Marquinhos (ex-Corinthians), além dos atacantes Ítalo (ex-XV de Piracicaba) e Dadá (ex-Água Santa). Mais jogadores são aguardados no Moisés Lucarelli.