Paulistão: Kleina explica opção por Cléber Reis na Ponte: 'Experiência e liderança'

Zagueiro teve reestreia negativa na Macaca ao longo da derrota diante do Santo André, em casa

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 24 (AFI) - Gilson Kleina resolveu inovar na escalação da Ponte Preta já na estreia do Campeonato Paulista.

O treinador optou pela participação de Cléber Reis, então com desequilíbrio muscular na pré-temporada, na vaga de Wellington Carvalho, titular nos dois jogos-treinos preparatórios. O resultado, em campo, porém, não foi nada positivo.

Além da derrota para o Santo André, logo na estreia do Campeonato Paulista, em pleno Moisés Lucarelli, Cléber foi um dos nomes mais criticados pela torcida em razão de pênalti cometido no primeiro tempo, lentidão e dificuldades na saída de jogo.

Gilson Kleina estreia com derrota na Ponte Preta em 2020 - Álvaro Júnior / AA Ponte Preta
Gilson Kleina estreia com derrota na Ponte Preta em 2020
"A escolha pelo Cléber Reis foi porque é liderança e jogador experiente. É um grande jogador e está se dedicando. Nós já vínhamos conversando com o Wellington Carvalho e já fizemos essa programação no último jogo-treino. Ele trabalhou. Foi a opção e a minha escolha", falou Kleina, em entrevista coletiva.

"Eu tenho muita confiança neste setor de zagueiros. Espero que possamos evoluir no próximo jogo. Não adianta nominar e achar que um só errou. Todos nós fomos derrotados e não queríamos isso. É conversar e trabalhar neste tempo que temos na sequência. Que possamos reverter e reagir o mais rápido possível", projetou.

E AGORA?

Sem tempo para lamentações, a Ponte Preta volta a campo no próximo domingo, 26 de janeiro, quando enfrenta o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, no Estádio Santa Cruz, às 16h.

"No jogo contra o Santo André, faltou comunicação e isso é importante. É tentar fazer esses ajustes. O tiro é curto. Não há jogo fácil. Espero que possamos evoluir. E mais do que evoluir: trazer o resultado para dar confiança para todos nós do grupo", completou.