Paulista A2: Sertãozinho já define técnico e faz planos para brigar pelo acesso em 2020

Serrão segue junto com os diretores Duda e Badu, sempre sob as orientações do presidente Antônio Savegnago

por Agência Futebol Interior

Sertãozinho, SP, 5 (AFI) – A direção do Sertãozinho deu o primeiro passo para a disputa do Campeonato Paulista da Série A2 de 2020. Confirmou nesta quinta-feira o acordo com o experiente técnico José Carlos Serrão para comandar o time na campanha da competição.

“Estou muito contente, porque é reconhecimento do meu trabalho recente e também de outras vezes que eu passei por aqui. Vamos fazer um planejamento, junto com os diretores Duda e Badu, sempre seguindo as orientações do nosso presidente (Antônio Savegnago)” – comentou Serrão.

Serrão (à esquerda) e Fábio Carille na CBF
Serrão (à esquerda) e Fábio Carille na CBF

ATRÁS DO ACESSO
O objetivo do clube é buscar o acesso para a elite em 2021. Por isso, desde já, dirigentes e o técnico estão acompanhando jogos por todos os lados do Brasil.

“Não tenho parado. Estou acompanhando muitos jogos, fazendo observações e contatos para podermos montar um elenco compatível com as dificuldades que vamos enfrentar na competição’ – disse o técnico.

CURSO NA CBF
Recentemente, Serrão participou do curso de formação de treinadores da CBF, quando manteve contatos com muitos outros profissionais.

“O curso é excelente, porque a gente une a prática, como jogador, e a parte teórica. Foi um aprendizado importante para minha carreira” – concluiu.

Savegnago: presidente



EXPERIENCIA INTERNACIONAL
Meia de sucesso do São Paulo na década de 70, Serrão se tornou técnico em 1982, iniciando como auxiliar técnico do próprio clube do Morumbi.

Depois passou por dezenas de clubes do interior paulista e do Brasil. Teve também experiências internacionais no Japão, na Coreia do Sul e na Polônia.

SERRÃO MOTIVADO
Aos 68 anos, Serrão diz o que o motiva a seguir em frente.

“É a satisfação de viver o futebol, algo que amo. Além disso, de sentir que posso aprender e passar toda a minha experiência aos mais jovens. Isso é prazeroso.

Enquanto eu tiver esta sensação e chances nos clubes vou seguir em frente, trabalhando e me dedicando ao máximo” – comentou.