Sevilla fecha acordo e coloca funcionários de licença durante crise da covid-19

O clube explicou que a medida foi necessária por ter sido significativamente afetado financeiramente pela paralisação de competições

por Agência Estado

Campinas, SP, 08 - O Sevilla se tornou mais um clube de futebol espanhol a colocar seus funcionários de licença para reduzir os custos com a mão-de-obra durante a pandemia de coronavírus. O clube explicou que a medida foi necessária por ter sido significativamente afetado financeiramente pela paralisação de competições na Espanha e na Europa.

Além disso, o Sevilla revelou ter chegado a um acordo inicial com os jogadores do seu elenco principal e os membros da comissão técnica sobre seus salários, mas nenhum detalhe foi divulgado.

Sevilla fecha acordo e coloca funcionários de licença durante crise da covid-19
Sevilla fecha acordo e coloca funcionários de licença durante crise da covid-19
O clube disse que 360 funcionários no total serão afetados. Mas explicou que aqueles que realizam seus trabalhos de modo remoto, continuarão a atuar normalmente, não tendo seus salários afetados. Além disso, os contratos atuais permanecerão válidos após o término do período de licença.

Barcelona e Atlético de Madrid já haviam adotado a licença, permitida pelo governo, para reduzir custos trabalhistas. Eles chegaram a um acordo com os jogadores para diminuir seus salários em 70%.

A liga espanhola disse na terça-feira que oito equipes já solicitaram as licenças. E a expectativa é para que quase todos os clubes da Espanha cheguem a um acordo para a redução de salários de seus jogadores. A estimativa da liga espanhola é de perdas de US$ 1 bilhão (aproximadamente R$ 5,13 bilhões) se a temporada não puder ser retomada.