Após duas quedas, Sol de América tentará eliminar o primeiro brasuca na Sul-americana

Clube paraguaio venceu o Goiás na ida e jogará pelo empate em Goiânia

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 24 (AFI) - O Sol de América terá a terceira oportunidade de eliminar um clube brasileiro na Copa Sul-americana. Até aqui, a situação não é nada boa. São duas eliminações. Desta vez, porém, o clube paraguaio saiu na frente do Goiás e jogará pelo empate nesta terça-feira, às 21h30, no Estádio Olímpico, em Goiânia.

No Paraguai, o Sol de América venceu por 1 a 0 e, além do empate, também jogará por derrota simples, desde que faça, ao menos, um gol na casa do rival brasileiro. Ao Goiás restará vencer por dois ou mais gols de diferença ou devolver o 1 a 0 e levar a decisão para os pênaltis.

O Sol de América disputa a Sul-americana pela quarta vez consecutiva. Em 2017, o clube paraguaio foi eliminado pela Ponte Preta que venceu por 1 a 0 e por 3 a 1. O Botafogo também eliminou os paraguaios com duas vitórias em 2019 - 1 a 0 e 4 a 0.

Sol de América já está no Brasil. (Foto: Divulgação)
Sol de América já está no Brasil. (Foto: Divulgação)
Já no Brasil, o Sol de América vem de derrota pelo Campeonato Paraguaio no Apertura. O clube caiu ante o Libertad por 2 a 1 e parou na oitava colocação com seis pontos - duas vitórias e quatro derrotas. O técnico Luis Islas comandou um treino na manhã desta segunda-feira no CT do Vila Nova.

O Sol de América deverá ir a campo com Victor Centurión; Canale, Milciades Portillo, Villalba e Cobos; Vera, Edgar Ferreira, Diego Valdez e Novick; Pardo e Nildo Viera.