Capitão do Arsenal, Koscielny se recusa a viajar para pré-temporada e pode sair

Zagueiro não foi junto ao clube para os Estados Unidos e agora tem permanência em dúvida

Publicado em .

Zagueiro não foi junto ao clube para os Estados Unidos e agora tem permanência em dúvida

Campinas, SP, 11 - Ex-coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar começou nesta semana o seu trabalho como diretor do Arsenal com um grande problema para resolver. Nesta quinta-feira, o clube inglês publicou um comunicado oficial em suas redes sociais condenando a atitude do zagueiro francês Laurent Koscielny, que se recusou a viajar com o elenco para o período de pré-temporada nos Estados Unidos.

O fato ocorrido pode ser vital para a saída do jogador, que é o capitão do time comandado pelo técnico espanhol Unai Emery. Koscielny está próximo de completar 34 anos e defende o Arsenal desde 2010, quando foi comprado junto ao Lorient, da França. Seu contrato tem duração prevista até junho de 2020 e as especulações dão conta de que seu destino seria o Bordeaux ou o Lyon, outros clubes franceses.

Zagueiro quer sair do clube. (Foto: Stuart MacFarlane/Arsenal)
Zagueiro quer sair do clube. (Foto: Stuart MacFarlane/Arsenal)
"Estamos bastante desapontados com as ações de Laurent, que claramente se opôs às nossas instruções", escreveu o clube inglês no comunicado oficial desta quinta-feira. "Esperamos resolver este problema e não comentaremos mais o assunto neste momento", completou.

A pré-temporada do Arsenal nos Estados Unidos terá início neste final de semana. Serão quatro partidas em solo norte-americano, a começar pelo confronto contra o Colorado Rapids, time da MLS (Major League Soccer, na próxima segunda-feira.

Depois serão três jogos pela International Champions Cup, que reúne grandes clubes da Europa, contra Bayern de Munique, Fiorentina e Real Madrid.

Pelo Arsenal, Koscielny conquistou cinco títulos desde que foi contratado há nove anos. Foram três Copas da Inglaterra e duas Supercopas da Inglaterra.